Avançar para o conteúdo
Início » Blog » Nápoles é perigoso? Entre a realidade e o estigma

Nápoles é perigoso? Entre a realidade e o estigma

Durante a minha viagem pela Itália, a ansiedade aumentava conforme a minha ida ao Sul se aproximava, afinal eu também estava carregando o estigma de que Nápoles é perigoso.


Publicado em 23/10/2023

Após alguns dias por lá, o que vi foi o oposto, não me senti menos seguro do que em qualquer outra cidade italiana, resolvi “desmistificar” essa questão e saber por que essa belíssima cidade ainda é apontada como insegura por algumas pessoas.

Nápoles é perigoso?

Não, no índice de furtos, por exemplo, a cidade ficou atrás de Milão, Turim, Roma e Florença em 2023.

Mas isso não quer dizer que não existe criminalidade na cidade, na verdade Nápoles não é perigoso da maneira que a maioria das pessoas espera que seja, principalmente pelo forte boca a boca e opiniões infundadas que insistem em dizer que a cidade é um risco para os turistas.

A chance de um batedor de carteira te furtar, alguém puxar a sua bolsa ou te assaltar não é maior do que nas outras grandes cidades italianas, e na verdade é até bem menor que algumas delas.



O que dizem as pesquisas?

O portal italiano Il Sole 24 Ore realiza anualmente desde 2016 um levantamento de dados a partir de todas as denúncias de crime na Itália, elencando as cidades mais perigosas.

Na pesquisa divulgada em outubro de 2023, Nápoles ficou em 10º na classificação geral com 4.579 denúncias de crime a cada 100 mil habitantes, número menor que outros centros turísticos, como: Milão, Turim, Roma, Florença.

Ranking de criminalidade geral na Itália.

Já no índice específico de furtos, Nápoles ficou em 8º lugar, também atrás das 4 cidades citadas logo acima.

Ranking de furtos na Itália.

Planeje sua viagem para a Europa ✈️

*Os links de indicação acima levam para serviços que eu utilizo em minhas viagens e confio!


Em quais índices Nápoles está nas primeiras posições?

Apesar de estar atrás no ranking geral e no de furtos, alguns dados mostram que Nápoles não é uma cidade 100% tranquila.

No ranking de assaltos em via pública a cidade aparece na 2ª posição, com 2.411 ocorrências durante 1 ano, estando atrás apenas de Milão.

Ranking de assaltos em via pública

Para uma comparação, a cidade onde moro, Curitiba (que tem um tamanho similar a Nápoles) registrou 3.894 ocorrências de roubos a transeuntes em via pública somente do mês de janeiro até junho de 2023, lembrando que segundo o IBGE menos da metade dos casos de roubo são devidamente registrados no Brasil.

Veja também: O que comer na Itália: 10 pratos que você precisa provar na sua viagem

Por que muitos acham que Nápoles é perigoso?

Mas se a cidade não foge da média italiana, estando inclusive atrás de outros grandes centros nos rankings, por que muitos acham que Nápoles é perigosa? 


Descubra as hospedagens com melhor custo benefício em Nápoles:


Sujeira

A cidade é realmente mais que a suja que as outras, a má administração pública é um problema que pode ser visto em algumas ruas da cidade;

Falta de manutenção nas construções

Além disso parte da “cara” de Nápoles está justamente na sua “bagunça”, notória pelas fachadas dos prédios em um estado de conservação que não segue o padrão de outras cidades italianas;

Foto da fachada de um prédio em Nápoles, sua cor é amarelo-escuro, é possível ver toldos antigos em cima das janelas, algumas roupas penduradas logo em baixo deles e em algumas janela há bandeiras azuis.
Fachada de um prédio em Nápoles. Foto: Felipe Sawaf – Em Busca da Sintonia

Presença da máfia

Existem dois crimes que Nápoles figura em primeiro no ranking: associação mafiosa (38 registros por ano; nada comparado ao crime organizado brasileiro) e contrabando (a principal atividade da máfia).

Esses números até podem refletir na cultura do local, que romantiza os mafiosos e nas produções cinematográficas que também representam isso, mas não tem nenhum impacto aos turistas, inclusive a cidade está em 51º lugar no ranking de narcotráfico.

 



VDP - SEGUROEUROPA2


Ruas escuras e apertadas

Quem vai para Nápoles com um pé atrás fica ainda mais assustado quando vê o centro histórico, principalmente à noite, apesar de belíssimo e detentor de uma história única, suas ruas antigas são escuras e estreitas, o que pode reforçar a ideia de que Nápoles é perigosa.

Foto de uma rua de Nápoles, ela é estreita, com prédios de altura mediana e cor escura dos dois lados, que também acabam escurecendo as rua.
Uma rua do centro histórico de Nápoles. Foto: Felipe Sawaf – Em Busca da Sintonia

Preconceito

Ainda existe um forte preconceito com o sul vindo dos italianos do norte, entre as “piadas” que rolam está a de que os napolitanos não tomam banho, são sujos, logo, não é improvável que essas pessoas também insistam em espalhar a fama de que Nápoles é perigoso.

Inclusive, basta pesquisar sobre a periculosidade de Milão para ver isso, pelos índices a cidade do norte é bem mais perigosa que Nápoles, mas as pessoas não se perguntam sobre isso, já que isso não chega aos seus ouvidos.

Esse preconceito é reforçado pela própria mídia, em 2017 o jornal britânico The Sun publicou uma lista das 50 cidades mais perigosas da Europa apontando Nápoles como a primeira, o fato revoltou os napolitanos e parte dos italianos.

Na época, o embaixador da Itália na Inglaterra afirmou que tal notícia era “fake news” e que nenhuma pesquisa colocava Nápoles entre as 50 cidades mais perigosas do continente. Depois da polêmica, o jornal retirou a cidade da lista.

Veja também: Via Ápia: tudo sobre o melhor passeio que fiz em Roma

É seguro andar em Nápoles? Quais foram as minhas impressões ao visitar a cidade?

Durante os meus dias por lá, não vi nada que me fizesse dizer que Nápoles é perigosa, inclusive andando pelas ruas do centro histórico de noite e ao amanhecer.

A minha experiência na cidade foi extremamente tranquila, assim como nas outras cidades italianas que passei, não presenciei nenhuma situação de furto ou roubo. Inclusive em Nápoles passei por bem menos tentativas de golpes na rua que em Roma, Florença e Veneza, por exemplo.

O único adendo fica para a região no entorno da estação de trem da cidade, não que ela seja perigoso, mas é um cartão de visitas péssimo, uma região com cara de abandonada, que passa medo para quem vem de outras cidades mais “cuidadas”. Mas, tirando essas poucas quadras, Nápoles é uma cidade incrível.

Foto de uma galeria formada por um arco em Nápoles, nela é possível ver um varal de luzes, mesas de um restaurante e várias motos encostadas em sua parede.
Nápoles, uma cidade fantástica. Foto: Felipe Sawaf – Em Busca da Sintonia

Quais cuidados tomar ao visitar Nápoles?

Se você acha que Nápoles é perigoso e está pensando em pular do seu roteiro por conta da má fama, eu espero que você repense sua decisão depois desse artigo.

Para andar por lá basta tomar os mesmos cuidados que em outras cidades turísticas:

  • Andar com os pertences em bolsos fechados, pochetes ou doleiras;
  • Andar com bolsas coladas ao corpo;
  • Em meio a multidões e dentro do transporte público lembre de andar com a sua mochila virada para a frente;
  • Se informe com os locais sobre os lugares que você deseja transitar, principalmente de noite, eu por exemplo, obtive a confirmação do meu anfitrião do Airbnb que transitar pelas principais ruas do centro histórico de noite e de madrugada era tranquilo.

Confira mais dicas que vão ajudar no planejamento da sua viagem pela Itália!

Etiquetas:
Felipe Sawaf

Felipe Sawaf

Olá, Eu sou o Felipe! Mais um ser humano em busca das coisas que fazem a vida valer a pena. Passei anos amadurecendo a ideia de ter o meu próprio blog de viagem, e em 2022 nasceu finalmente o Em Busca da Sintonia. Espero de coração que as minhas dicas e experiências ajudem você a viver as suas! Obrigado por ler o meu blog e nos vemos pelo mundo!

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *